Conseguir uma bolsa para estudar no exterior não é tão difícil quanto parece. A UdeM oferece oportunidades para estudantes internacionais com ou sem o visto de residência permanente. É preciso ficar atento aos prazos e documentos requisitados para aumentar as chances de sucesso e conseguir uma bolsa!

 

 

Estudar fora é um sonho de muitos e, para que esse projeto se realize com sucesso, algumas etapas são fundamentais. Desde a escolha do país, da universidade e do curso, até o momento da chegada, os estudantes têm de planejar cada detalhe. Entre eles, um item é fundamental : o planejamento financeiro.  

Ser estudante internacional é uma experiência muito rica. Você conhece novas culturas, domina um novo idioma e tem a oportunidade de crescer e evoluir tanto na vida acadêmica e profissional quanto na vida pessoal. Porém, estudantes internacionais no Canadá pagam um valor maior do que os cidadãos canadenses e quebequenses para terem acesso às instituições de ensino superior – quando se é residente permanente, no entanto, o estrangeiro desfruta das mesmas condições que um quebequense. Logo, a busca por bolsas acadêmicas pode ser um elemento determinante para a viabilização do projeto de estudos.

Na Université de Montréal, por exemplo, existem bolsas de isenção das taxas de escolaridade suplementares para estudantes estrangeiros. A cada ano, a UdeM oferece 150 bolsas desse tipo, que são conhecidas pelo nome de Bourse C (Bolsa C, em português). Para concorrer a uma delas, o estudante deve: estar inscrito em um programa de estudos em tempo integral; ser aluno de mestrado ou de doutorado; ter uma média geral igual ou superior a 3,7 (em um total de 4,3) nos cursos anteriores (graduação ou mestrado); apresentar uma prova de pedido de bolsa negado no seu país de origem (pois o estudante não deve se beneficiar de nenhuma outra bolsa de isenção.)

Veja o passo a passo para candidatar-se à Bourse C:

1) O estudante deve entrar em contato com a sua unidade acadêmica na Université de Montréal (faculdade, escola, departamento, programa de estudos) para pedir a bolsa de isenção.

2) Após os pedidos serem analisados, de acordo com a qualidade do dossiê apresentado e o número de bolsas de estudo disponíveis, elas são distribuídas logo na admissão. Em alguns casos, a resposta referente à bolsa pode levar mais tempo para chegar.

3) As bolsas são acordadas durante os três primeiros trimestres para estudantes de mestrado e seis trimestres para estudantes de doutorado. Para manter a bolsa, é necessário ter uma média de pelo menos 3,7 (num total de 4,3), o que representa 86% de aproveitamento.

4) Não há garantia de que toda demanda de bolsa seja aceita. A resposta pode ser negativa. Noutros casos, embora positiva, ela talvez só venha para um semestre. Diante disso, e a fim de evitar qualquer surpresa desagradável, é preciso estar financeiramente preparado para desembolsar o valor integral cobrado de estudantes estrangeiros. 

Para saber mais:

Você já foi aceito? Aqui está o link para o formulário da Bolsa C

Para saber mais sobre bolsas de estudo (em português)

Todas as bolsas disponíveis na UdeM

À propos de l'auteur
Carla Simon

Carla é jornalista e mestre em Relações Internacionais pela Université de Montréal. Ela é blogueira, apaixonada por livros, endorfina e chocolate. Em Montreal aproveita para correr e pedalar pelos cantos mais lindos da cidade, desbrava as livrarias mais pitorescas e come chocolate até dentro do metrô.

Jornalismo
Comunicação
Chocólatra

Abonnez-vous à notre blogue

En saisissant votre courriel, vous consentez à recevoir des communications de l’UdeM.

Le test cursus: pour trouver votre voie