Sempre tive o sonho de morar e estudar no exterior. Já tinha feito cursos de curta duração fora do Brasil, mas pra mim não era o suficiente, pois queria uma experiência de maior duração. Eu amo viajar, conhecer novas culturas, novos idiomas, mas confesso que nunca sequer sonhara com a possibilidade de fazer um estágio na Comissão Europeia, instituição que representa e defende os interesses da União Europeia.

Depois da graduação em economia pela UERJ, comecei a pensar em fazer um mestrado na França, onde também poderia aperfeiçoar meu francês. Mas depois de uma viagem de turismo ao Canadá esses planos mudaram completamente.

Conheci o campus da Université de Montréal (UdeM) em 2014 e fiquei impressionado com seu tamanho e estrutura. A partir daí comecei a pesquisar sobre a universidade, seus programas, processo de admissão. Participei de uma palestra informativa promovida pela UdeM no Rio de Janeiro e lá descobri que eles possuíam toda uma plataforma de apoio aos estudantes brasileiros. Tive todo suporte durante o processo de admissão para o mestrado. E o melhor de tudo: foi de graça!

Candidatura ao mestrado no Canadá

Fui aceito no curso que eu queria, o mestrado em Estudos Internacionais, com especialização em Cooperação, Desenvolvimento e Economia. Era um programa que unia a minha formação em economia com meu interesse na área de relações internacionais.

A experiência de estudar na UdeM foi muito além do que eu imaginava. Além de morar numa cidade multicultural e vibrante como Montreal, ter colegas de classe de várias origens e nacionalidades, morar em um dormitório de estudantes (daqueles que vimos em filmes), também tive a chance de participar de algumas atividades externas.

Ganhei uma bolsa para participar do “European Union Study Tour & Internship”, um programa que leva estudantes de universidades canadenses para conhecer as instituições da União Europeia. Trata-se de uma viagem acadêmica com duração de três semanas para diversos países da Europa, com cursos, palestras, seminários, aulas, visitas e coquetéis. Foi uma experiência incrível, que agregou muito à minha formação cultural e acadêmica.

O Estágio na Comissão Europeia

Após a conclusão do “Study Tour”, fui aceito para um estágio na Comissão Europeia em Bruxelas, na Bélgica. Por dois meses contribuí com a equipe internacional no departamento responsável pelas políticas de compras governamentais. Minhas principais atividades foram realizar pesquisas e estudos sobre o tema nos estados membros e no Brasil. 

O balanço que faço de todas estas experiências é que a Université de Montréal me possibilitou ir além das minhas próprias expectativas. Hoje, com o titulo de mestre, vejo com orgulho tudo que vivi, na certeza de que ainda posso ir mais além.

Diego Lafaiete Courty Leite é graduado em Economia pela UERJ e mestre em Estudos Internacionais, com ênfase em Cooperação, Desenvolvimento e Economia, pela Université de Montréal. Tem experiência na área de Políticas Públicas e Economia do Setor Público. Atuou como trainee na Comissão Européia, em Bruxelas, e no BNDES. Atualmente é Gestor de Recursos de um Instituto de Previdência e presta serviços de consultoria.

*Texto publicado no blog Estudar Fora no dia 17 de maio de 2018.